(Re)nascer aos 30: Depois de um pé na bunda, Cacau Ribeiro olhou para o retrovisor e viu que o caminho que havia traçado não a levaria ao "arco-íris". Muitos carimbos no passaporte e (re)descobertas depois, ela renasceu. Clique aqui e acompanhe do começo.

Mudança de carreira, por onde começar?

24.10.2017

 

O que você vai ser quando crescer!?  

Sem que percebamos esta "inocente pergunta" traz consigo algumas suposições que, na correria diária de afazeres e compromissos, nos impede de sermos mais críticos com os que nos é imposto e, talvez, mais complacentes com nós mesmos.

A começar que ninguém ainda descobriu a fórmula certa de prever o futuro: o que eu ou você seremos amanhã é formado por um conjunto enorme de variáveis que nos remete ao nosso passado e a forma como vivenciamos o hoje. Podemos ter uma noção, uma direção. Mas, saber o que seremos quando muitas vezes nem o "eu sou" agora está claro é, sem dúvida, um grande desafio!

Conhecer os seus limites, suas oportunidades, o que faz você ser espontâneo e leve, bem como entender o que te desequilibra é, sem duvidas, o ponto de partida para tudo nessa vida: seja nas escolhas amorosas, amizades, escolhas alimentares e, claro, na escolha profissional.

Talvez você esteja vivendo agora um momento de rever as suas escolhas. Talvez o que você faz hoje não te encanta mais ou até nunca te encantou, mas era o que deveria ser feito naquele momento, quando você teve que eleger uma opção. Ou, quem sabe, na verdade até o momento você não sabe a carreira que você deseja seguir e acha incrível como algumas pessoas enchem a boca para dizer "trabalhe com o que você ama". 

Imagino que você deva estar pensando: "certo, quero trabalhar com o que eu amo, com um propósito, mas... sejamos francos, preciso me sustentar, não tenho mais tempo para errar." Se por acaso esse foi o pensamento que "te invadiu" lembre da parte que falei sobre sermos complacentes!? Acolher-se.

 

Aceitar a sua história, seu momento faz parte do fortalecimento da identidade. De quem você é. Não é tempo de julgar-se ou chorar pelo "tempo perdido". É hora de entender quem você é agora, o que você faz de bom e principalmente o que te traz prazer.

 

É hora de virar a página, começar a dar pequenos passos. Investir em um hobby que mais na frente poderá ser uma segunda profissão, investir naquele curso que ampliará seus horizontes.  Se você já não sabe mais do que gosta ou acha ser impossível tornar isso algo rentável, está mais do que na hora de investir em autoconhecimento (para saber mais sobre a oficina que irei ministrar sobre autoconhecimento e direcionamento de carreira, clique aqui).

Nao importa o que você será quando crescer. Mas, as atitudes que você toma hoje e o caminho que você escolhe trilhar é que efetivamente  promoverão o seu crescimento e desenvolvimento, não apenas profissional, mas como um ser humano conectado a sua missão!

 

Escolha conhecer-se. Escolha fazer com que sua vida faça sentindo a partir de agora. 

Isso não significa que você terá que jogar tudo para o alto e ficar na rua da amargura. 

Devagar e sempre, degrau por degrau e logo logo a "nova carreira" estará a sua frente. Enquanto isso, apaixone-se pela jornada. Ela é tudo o que temos.

Sobre Lívia Sales

​​

 

Formada em Psicologia pela UFC em 2006.1, com formação em Psicodrama (Instituto de Psicodrama) e Orientação Profissional, Carreira e Preparo para Aposentadoria (Instituto do Ser).

Ministra oficinas sobre autoconhecimento e direcionamento de carreira e poderá ajudá-la nesta jornada. Saiba mais clicando aqui.

 

 

Share on Facebook
Please reload

TEXTOS RELACIONADOS

Please reload